Sewell, a cidade fantasma, foi um assentamento de mineração de grande reconhecimento há um século. Hoje é patrono da humanidade e uma das atrações turísticas mais requisitadas perto de Santiago.

Há pouco mais de um século, o americano William Bradem, apelidado de "o gringo", fundou a cidade perfeita na Cordilheira dos Andes. Um campo de mineração com escadas íngremes e casas coloridas onde o luxo era vivido graças às últimas tendências vindas dos Estados Unidos e da Europa.

Hoje Sewell é uma viagem ao passado, mas paradoxalmente em seus anos de glória, o vilarejo mineiro foi um pequeno vislumbre do futuro. A fundação de Sewell começou em 1905, quando o governo do Chile autorizou William Bradem a explorar o maior depósito subterrâneo de cobre do mundo. A prosperidade de El Teniente, financiou a criação de um assentamento de 175 mil m2 onde foram construídos edifícios habitacionais, uma igreja, um hospital, uma piscina aquecida, um clube, um teatro e até um cinema.

O trabalho era duro e o clima inóspito das montanhas não era fácil de suportar, mas a qualidade de vida que Sewell oferecia na época era tão alta que muitos Rancaguinos preferiram deixar a cidade e ir trabalhar na mina para aproveitar os benefícios do assentamento.

 

Tal era a vida que se levava nas altas montanhas, que durante as férias os trabalhadores não desciam para visitar seus parentes, mas convidavam suas famílias para subir até Sewell para que pudessem desfrutar da piscina aquecida e do estranho jogo, mas popular entre os gringos, chamado boliche.

Atualmente dessa boa vida existem apenas vestígios. Sewell é hoje um vilarejo fantasma, embora bem conservado. 50 dos seus recintos originais ainda estão de pé, incluindo o boliche e a piscina aquecida que parecem intactas. Os apartamentos estão vazios, mas ao descer as escadas desertas, percebe-se que há algo mais, além dos prédios e da neve, que faz com que você se sinta em uma cena do clássico de Kubric, "O Iluminado".

A lenda de Sewell nos diz que às 3 horas da manhã, nas noites mais frias, a namorada aparece flutuando nas escadas. Um dia, em 1953, vestiu-se de branco para descer as mesmas escadas com seu futuro namorado. Mas o homem nunca apareceu. Seu prometido havia morrido um dia antes dentro da mina. Dizem que a mulher morreu algum tempo depois e que sua alma ainda está acordada.

Atualmente é possível visitar este vilarejo fantasma único no seu género. Nomeado Patrimônio da Humanidade, tem um museu e suas portas estão abertas para receber aqueles que sobem em excursão.

Por razões de segurança, não é possível visitar Sewell de carro de uma maneira particular. Para chegar lá, você tem que reservar uma excursão para Sewell cujos horários dependem do local de partida. É possível pegar o ônibus em Santiago ou em Rancagua. GoChile tem um tour disponível que inclui a entrada para o Museu de Mineração de Cobre e o almoço.

Se você quiser conhecer uma das atrações turísticas mais escondidas da região de O'Higgins,  clique aqui..

Viva a experiência